Cuide bem do seu estômago

A Helicobacter pylori (HP), bactéria descoberta há alguns anos, é apontada hoje

 

 

A Helicobacter pylori (HP), bactéria descoberta há alguns anos, é apontada hoje como o maior agente causador da gastrite e da úlcera gástrica, que, se não tratada, pode evoluir para o câncer do estômago. A H.pylori é encontrada em todo o mundo, infectando pessoas de todas as idades e pode ser transmitida pela água e de pessoa para pessoa. A infecção provocada pela bactéria é de longa duração e pode se manifestar 40, 50 anos depois de instalada no organismo, o que explica o fato de o câncer do estômago atingir pessoas de mais idade. O aparecimento das gastrites, úlcera ou câncer depende da cepa do H.pylori, da sua virulência, da susceptibilidade do paciente e da interação bactéria/portador. Longe de automedicação (com antiácidos paliativos), procurar um médico é a solução mais inteligente. A bactéria é facilmente identificada pelos métodos laboratoriais e há tratamento para sua erradicação.

 

Inclua fibras na sua dieta Além da bactéria, a médica Dulciene Queiroz, do Inca, destaca entre fatores que levam ao aparecimento do câncer do estômago a alimentação pobre em vitaminas A e C, carnes e peixes, ou ainda um alto consumo de alimentos defumados e enlatados. Para preveni-lo, ela recomenda uma dieta composta de vegetais crus, frutas cítricas e alimentos ricos em fibras. As fibras são as partes de grãos, vegetais e frutas que não são digeridas pelo nosso organismo. Pela facilidade com que passam pelo intestino, elas ajudam todas as outras substâncias alimentares a mover-se pelo sistema digestivo de forma adequada. Sem fibras suficientes, a digestão fica mais lenta e pode ocorrer obstipação (intestino preso), levando à desordens intestinais e hemorróidas. Elas são encontradas somente em plantas. Os alimentos de origem animal, como carnes, ovos e laticínios, não as possuem. Dentre os vegetais, as fontes mais ricas de fibras são as hortaliças, as raízes, as leguminosas (grão de bico, feijão…), os cereais integrais e as frutas em geral. CUIDE BEM DO APARELHO DIGESTIVO • Procure fazer três refeições diárias, com horários regulares para desjejum, almoço e jantar, evitando refeições pesadas, em grandes quantidades e gordurosas. • Se o intervalo entre o almoço e o jantar for maior do que seis horas, faça um lanche no meio da tarde • Inclua fibras em sua dieta • Coma devagar, mastigando bem os alimentos • Se sofrer de úlcera, evite tomar antiinflamatórios (aspirinas, antigripais, comprimidos para a dor). Os antiinflamatórios não-hormonais são a segunda maior causa de úlcera, depois da infecção pelo H.pylori. • Para evitar refluxo gastrosofágico, após as refeições, aguarde pelo menos duas horas para dormir. Fonte: jornaldaorla

Deixe uma resposta