Depilação a laser

 Já pensou em acordar sem aqueles pêlos indesejáveis? Esse

Já pensou em acordar sem aqueles pêlos indesejáveis? Esse é o sonho de homens e mulheres quando o assunto é depilação. Elas sofrem todos os meses, seja com a gilete, cera fria ou quente, eletrólise… Eles todos os dias têm que encarar o espelho e fazer a bendita barba! A dermatologista, Cristina Mansur, explica que a técnica é bastante eficaz, mas que o termo correto para a prática é redução definitiva dos pêlos. Segundo a médica, com a aplicação do laser, os pêlos vão ficando cada vez mais finos e, por esse motivo, mais difíceis de serem eliminados totalmente. Quem pode fazer Antes de partir para a depilação a laser, é preciso fazer uma avaliação médica, a fim de verificar as possíveis vantagens e desvantagens, de acordo com as suas características físicas. Cristina explica que a técnica é ideal para pessoas de pele clara, pêlos escuros e grossos. “Por enquanto, ainda não existe tecnologia para os que tem pêlos claros e brancos, mas há um produto americano, o Meladine, que pode ser aplicado 15 dias antes do tratamento, pigmentando a raiz do cabelo para posteriormente ser destruída”, diz. Já para as pessoas de pele negra, foi criado um laser específico, com a mesma eficácia dos outros. As mulheres que têm muitos pêlos passam por uma avaliação hormonal para não correrem o risco de fazer a depilação e não atingirem o resultado esperado. “Quem tem desequilíbrios hormonais, como por exemplo a Síndrome de Ovários Micropolicísticos, produz hormônios masculinos, responsáveis pelo surgimento de novos cabelos. Assim o que é tratado diminui a espessura, mas não inibe o crescimento”, ressalta a dermatologista.

 

O processo Se você imaginava que para a depilação a laser teria que deixar os pêlos grandes, está enganado! A enfermeira, Raquel Cassiano, explica que é preciso raspar o local um dia antes da aplicação. As sessões são simples e não exigem nenhuma outra preparação. No caso do aparelho utilizado por Raquel, um laser de 18 cm de diâmetro é disparado em direção a área desejada. Madalena Soares é adepta a técnica e sente-se satisfeita com os resultados. Com as aplicações nas axilas, ela já conseguiu “eliminar” a maioria dos pêlos e agora faz somente manutenção. Em relação a dor, Madalena afirma que é bem menor do que da depilação com cera. “Em alguns casos, passamos uma pomada anestésica nas pessoas mais sensíveis, mas em geral não há problema”, diz a enfermeira. Prós e contras Além da redução dos pêlos por período de tempo maior, outra grande vantagem da depilação a laser, de acordo com Cristina Mansur, é o rejuvenescimento da pele. “O laser ativa o colágeno da derme e com isso reduz a oleosidade, a abertura dos póros e as cicatrizes da acne, deixando a pele muito mais bonita”, pondera. A técnica auxilia também na redução de sardas e pequenas manchas. Na foto abaixo, você pode conferir a diferença entre a primeira imagem e a segunda, após a aplicação do laser. Em cada sessão, são feitos aproximadamente 300 disparos, dependendo da área. Fonte: acessa.com

Deixe uma resposta