O que é psoríase?

A psoríase é uma doença da pele relativamente freqüente, que afeta entre 1 a 3 % da população geral e atinge

 

A psoríase é uma doença da pele relativamente freqüente, que afeta entre 1 a 3 % da população geral e atinge indistintamente homens e mulheres, sendo mais frequente na raça branca. Caracteriza-se pelo aparecimento na pele de lesões róseas ou avermelhadas, recobertas de escamas secas e esbranquiçadas. Muitas vezes, estas lesões estão localizadas apenas nos cotovelos, joelhos ou couro cabeludo. Em outros casos, as lesões podem se espalhar por toda a pele. As unhas podem ser afetadas e, muito raramente, as articulações, causando a artrite psoriásica. A psoríase pode se manifestar logo após o nascimento, ou tardiamente no idoso, mas, o mais comum é o início entre a 2ª e a 4ª décadas da vida.

 

Contágio Não se pega psoríase de ninguém e não há nenhum motivo para os pacientes evitarem o contato físico com outras pessoas. Cura As lesões da psoríase podem desaparecer completamente, mas não se pode falar de cura definitiva, pois sempre existirá uma tendência a recidivas. O objetivo principal do tratamento é chegar-se a um ponto em que as lesões sejam aceitáveis para cada doente, melhorando a sua qualidade de vida. No entanto, os tratamentos mais modernos têm se tornado cada vez mais eficientes e as pesquisas científicas no campo da psoríase continuam apontando para melhores terapêuticas no futuro. Diagnóstico Através do exame clínico, observando a pele, as unhas e o couro cabeludo do paciente o dermatologista consegue concluir o diagnóstico.

Exames de laboratório geralmente são de pouca utilidade, pois a psoríase é uma doença que não causa manifestações em órgãos internos. Além do “olho clínico”, o único recurso que pode confirmar o diagnóstico de psoríase é a biópsia de pele: é um exame simples, feito em ambulatório ou consultório, sob anestesia local, que ajuda a esclarecer se a lesão é de psoríase ou não. Na maioria dos casos, a avaliação dermatológica é sufiente para o diagnóstico da enfermidade. Prevenção Não é possível prevenir, pois as causas da Psoríase ainda não estão totalmente esclarecidas e, na maioria dos casos, já se nasce com uma predisposição genética à doença . Como prevenir recaídas ou o agravamento das lesões Em primeiro lugar, tendo uma postura otimista, positiva, entendendo que a psoríase é uma doença relativamente benigna e não contagiosa. Em segundo lugar, evitando o estresse; tratando rapidamente as infecções que surgirem sobretudo as de garganta; evitando queimaduras, cortes e traumas na pele; mantendo-se afastado de medicamentos que sabidamente agravam a doença (informe-se com seu médico); JAMAIS utilizando corticosteróides por via oral ou injetável; hidratando diariamente a sua pele. Fonte: Roche Brasil

Deixe uma resposta