Primeiros cuidados com o bebê

Este é um texto introdutório de exemplo para visualização do novo Site Médico. Em breve, totalmente reformulado.

É importante manter o coto umbilical limpo, aplicando, Mesmo na maternidade, a jovem mãe, no primeiro dia do nascimento, após algumas horas de merecido descanso, deve ir ao berçário para assistir aos cuidados com o bebê, pois a ela caberá a tarefa de amamentá-lo, mantê-lo limpinho e aquecido, logo que chegar em casa. Mesmo que tenha ajuda de familiares ou empregadas, é imprescindível que a criança se sinta protegida e amada pela mãe, numa relação íntima de delicadeza e respeito, que terão reflexos positivos em sua vida futura. Cuidados de higiene Umbigo – É importante manter o coto umbilical limpo, aplicando, à sua base, álcool 70% duas vezes ao dia. A mãe deve usar cotonete e, após a queda, que se dá, em geral, de sete a quinze dias após o nascimento, continuar mantendo a mesma higiene no local até que cicatrize completamente. Um leve sangramento é normal. Obs: Ataduras e faixas são desaconselháveis. Encontram-se, modernamente, em lojas especializadas, fraldas descartáveis para os primeiros dias, com um orifício na altura do umbigo, para não comprimi-lo. Nariz – Espirros são normais em recém-nascidos e a mãe não deve pensar que se trata de resfriado. Se perceber que está entupido por uma pequena secreção, deve pingar, cuidadosamente, o conteúdo de um conta-gotas (aproximadamente 1ml) de soro fisiológico, em temperatura ambiente, em cada narina do bebê. Pode utilizar produtos comerciais que contenham, apenas, o soro fisiológico e um conservante, geralmente o Cloreto de Benzalcônio. Descongestionantes comuns, de adulto, são perigosos para o bebê. Banho – O contato com a água, mesmo que em temperatura adequada, recomendada pelo pediatra, é, sempre, uma surpresa para o bebê, que pode se assustar, por isso deve constituir um momento especial de carinho e delicadeza por parte da mãe. Se você está aprendendo a cuidar do primeiro filho, siga este ritual e familiarize-se com ele: · Prepare o local do banho, tanto as roupinhas limpas, a toalha macia, como a banheirinha lavada e o sabão neutro. · Coloque água morna (+ ou – 34graus C) na banheirinha,em nível baixo. Para testar a temperatura, mergulhe, na água,o seu cotovelo esquerdo. Ela deve estar agradável. · Com o bebê no seu colo, só de fralda e enrolado em uma toalha, sente-se ao lado da banheirinha, de modo que a cabeça do nenê, apoiada no seu braço, fique sobre ela. Lave, com água, o seu rostinho e, só depois, a cabeça. · Desembrulhe o bebê e coloque-o, com cuidado, na água.A cabecinha deve continuar apoiada no seu braço esquerdo, de modo a deixar sua mão livre para segurar, firmemente, o bracinho. Use a mão direita para lavar a criança. · Retire o nenê da água, embrulhando-o, rapidamente, em uma toalha macia. Leve-o para o trocador, que deve ficar perto do local do banho. · Seque, com delicadeza, as dobrinhas e o umbigo, fazendo, nos primeiros dias, o curativo indicado. · Vista o bebê com roupas macias, folgadas e confortáveis. Obs: É conveniente que o banho seja dado sempre na mesma hora, para criar, desde cedo, uma rotina diária, que será saudável para a vidinha da criança. Troca de fraldas – Cuidados de higiene e delicadeza são, novamente, recomendados nos momentos de trocar as fraldas do bebê. · Forre, sempre, o local onde será feita a troca. · Para remover os resíduos de fezes e urina, use algodão molhado em água morna ou óleo especial. · Se o nenê for uma menina, os movimentos de limpeza devem ser feitos de frente para trás, para não contaminar a vagina com resíduos de fezes. · Para prevenir assaduras, use um creme protetor à base de óxido de zinco. · A fralda não deve ser presa com alfinete. Há fitas adesivas apropriadas. Se for possível, use fraldas descartáveis, que já vêm com velcron. São muito mais higiênicas e poupam o trabalho da lavagem. · No caso de usar fraldas de pano, lave-as com sabão neutro. Não use água sanitária ou amaciante. Lembre-se de que o sol, além de contribuir para esterelizá-las, é o melhor alvejante. Obs: Lave bem as mãos antes de cuidar do bebê. Fonte: Associação Paulista de Medicina

Deixe uma resposta