Problemas no rim podem causar infertilidade

 

Com a realização de ações para divulgação e orientação sobre a Doença Renal Crônica(DRC), o Dia Mundial do Rim, celebrado nesta quinta-feira, dia 13 de março, levanta muitas questões que vão além da prevenção e da conscientização.

O que muitas pessoas não sabem, é que uma delas está ligada diretamente à fertilidade de homens e mulheres. “Atualmente sabemos que fatores que afetam a saúde em geral podem comprometer a fertilidade, seja uma doença ou até mesmo exposição a agentes agressores do meio ambiente. Sendo assim, a doença renal também pode afetar a saúde reprodutora”, alerta o andrologista do Instituto Verhum, Eduardo Pimentel. A importância do diagnóstico precoce também é um fator relevante, talvez o mais significante de todos, pois a DRC é silenciosa. Atinge quase dois milhões de brasileiros, sendo que mais de 60% não sabem que sofrem da doença.

Segundo Dr. Eduardo, a saúde reprodutora é afetada de forma direta nas infecções urinárias, que antes de atingir o rim compromete a próstata (prostatite) levando à infertilidade masculina; e nas mulheres a bexiga ocasionando cistite, que está relacionada ao aborto espontâneo. “Por outro lado, indiretamente, a fertilidade pode ser comprometida por efeitos colaterais dos tratamentos, como os das drogas imunossupressoras usadas após transplantes”, informa o médico.

Em complemento ao alerta, o especialista enfatiza: “apesar da maioria das infertilidades conjugais, tanto por causa masculina, quanto feminina, não está relacionada às doenças renais e sim a fatores mais específicos dos órgãos genitais, a avaliação da saúde renal é rotineira na investigação diagnóstica desses pacientes”, finaliza Dr. Eduardo.

. ED Comunicação Jornalista Responsável: Elizangela Dezincourt (1222/PA) Diretora de Divulgação e Imprensa: Vanessa Struckl Fone/Fax: (61) 3233-0463 :: 9263-5312 www.edcomunicacao.com.br

Deixe uma resposta