Unhas: uma questão de estilo…e higiene!

As mãos são o nosso cartão de visitas. Portanto, cuidar bem delas é uma obrigação

 

As mãos são o nosso cartão de visitas. Portanto, cuidar bem delas é uma obrigação de quem se preocupa com sua beleza e saúde. E não pense que isso é coisa apenas para mulheres. Os homens também devem se preocupar com a higiene e a estética de suas mãos. Então, quando falamos de mãos, logo nos vem à mente o nosso enfoque: as unhas. As unhas são feitas de uma proteína chamada queratina e as substâncias que ajudam o corpo a fabricá-la vêm das plantas. A propósito, as unhas são feitas do mesmo material que os cascos de cavalo, esporões de pássaros, penas, chifres de boi, garras de urso e até cabelo. Grosseiro, mas verdadeiro. As unhas crescem como cabelo. Crescem de uma raiz que está no início de suas unhas. Esta é a única parte da unha que está viva. A parte que aparece nos dedos está morta, é por isso que não dói quando as cortamos.

 

Leva em torno de 6 meses para uma unha crescer desde a raiz até cobrir todo o seu dedo. Possíveis doenças Como toda e qualquer parte do nosso corpo, as unhas estão sujeitas a doenças, infecções e deformações causadas por alguma deficiência alimentar ou por algum outro problema físico. Veja aqui alguns exemplos: Unhas Deformadas: Unhas côncavas, em forma de colher, podem ser sinal de deficiência em ferro, o que causa anemia. Unhas Lascadas, fendidas ou quebradiças: geralmente trabalho pesado, prolongada imersão na água, falta de cuidados ou, algumas vezes, insuficiência de gorduras insaturadas na dieta alimentar resultam em unhas quebradiças. O correto, nesse caso, é utilizar luvas de trabalho ou de borracha. Espigões: mergulhar as mãos muitas vezes em água pode fazer com que a camada de pele exterior separe da cutícula, dando origem a tiras de pele levantadas e dolorosas, chamadas espigões. Para evita a inflamação, apare a pele morta com uma tesoura para unhas bem afiada e mantenha suas mãos sempre limpas. Unhas Soltas: A utilização regular de fortificantes de unhas que contêm formaldeído pode fazer com que as unhas se separem da pele, dando passagem aos germes. Este problema pode demorar um pouco para desaparecer; a cura pode vir mais rápido cortando as unhas o mais rente possível e evitando a utilização de todo tipo de fortificantes que contenham formaldeído. Unhas Negras ou Roxas: manchas escuras por baixo das unhas aparecem, geralmente, com fortes pressões ou pancada. Na maioria dos casos essas manchas acabam desaparecendo. Porém, se a hemorragia for extensa a unha poderá soltar e cair, substituída, depois de algum tempo, por uma nova.

Unhas Pálidas: pode ser um sinal de anemia ou revelar problemas de fígado. As unhas voltarão a ter um aspecto normal, uma vez tratadas. Pintas Brancas: indicam escassez de zinco ou de vitamina A na dieta alimentar. Tente introduzir em suas refeições mais espinafre, cereais integrais e sementes de gira-sol. Unha encravada: é um problema comum, mais freqüente nas unhas dos pés, causado pelo corte errado das unhas ou sapatos apertados, fazendo com que a unha se curve para baixo, crescendo para dentro da pele. Poderá ser doloroso e infeccionar. Nesse caso, o mais correto é consultar um especialista: o podólogo. Dicas Para manter uma boa aparência das unhas você não precisa necessariamente ir a uma manicure ou algo que valha. Pode ser por falta de grana ou de tempo, sempre tem uma maneira de dar um “jeitinho” nelas em casa mesmo.Esses são alguns procedimentos que vão lhe ajudar a manter suas unhas bonitas, fortes e saudáveis. Para fortalecer unhas quebradiças, rachadas e fracas: 1. Coloque 30 g de cravo em 200 ml de óleo de oliva 2. Cozinhe durante 03 horas em banho-maria. Coe. 3. Massageie as unhas com o óleo de cravo durante 10 dias. Receita de creme para fortalecer as unhas: · 01 colher de sopa de cavalinha fresca · 04 colheres de sopa de água · 01 colher de chá de manteiga de cacau · 01 colher de chá de lanolina Modo de preparo: · Cozinhe a cavalinha na água até ferver. Separadamente, misture a lanolina com a manteiga de cacau em banho-maria, acrescentando a infusão de cavalinha. · Misture até formar um creme. Aplique o creme e massageie suas unhas. Repita o processo durante 10 dias. Como pintar as unhas em casa: 1. Retire o esmalte com removedor (nunca com acetona, pois esta resseca as unhas, além de ser proibida). 2. Lixe as unhas com uma lixa de papel (as de metal são muito agressivas) no formato que mais lhe agrade.

O melhor é o “quadrado”, com as laterais levemente arredondadas. Segundo especialistas, esse formato protege melhor as unhas de impactos que podem danificá-las. 3. Lave bem as mãos, escolha um creme hidratante específico e espalhe bem. 4. Com a parte chata do palito de madeira, empurre suavemente a cutícula e remova apenas o excesso. 5. Passe uma camada de base antes de passar o esmalte. Ela é fundamental para proteger as unhas de possíveis mudanças de tonalidade decorrentes dos esmaltes. 6. Escolha o esmalte de sua preferência, pincele no meio da unha e depois nas laterais (assim fica menos desigual). Remova o excesso com o palito envolto por algodão e acetona. 7. Procure esperar enquanto seca num local sem muito vento. No contrário, podem aparecer bolinhas na pintura de suas unhas. De La Lastra Morumbi Rua Deputado João Sussumo Hirata, 463 – Morumbi-SP Tel.: (11) 3744-3268 Vanusa Barbosa (manicure)

Deixe uma resposta